Páscoa - Passagem para liberdade

Atualizado: Abr 6

A Palavra Páscoa, em hebraico pessach, significa PASSAGEM. Faz referência a um episódio da história dos hebreus que relata A PASSAGEM do anjo da morte. É a última praga lançada sobre o Egito, a qual mataria todos os seus filhos primogênitos.


Para que o anjo não matasse também os primogênitos dos hebreus eles fizeram ebó. Foram orientados a matar um cordeiro ou um cabrito, assar e comer em família. O anjo da morte passou (pessach/Páscoa) e matou os primogênitos dos egípcios. Viva!!!

(contém ironia)


Os atuais judeus comemoram essa data como o dia da liberdade. Os cristão comemoram a ressurreição de Jesus, o cordeiro que foi morto para que o anjo da morte não matasse de novo. Comemoram a liberdade em Jesus.


E nós, povo preto? O que comemoramos? Comemoramos?


Nós, povo preto, não temos uma data para comemorar nossa liberdade porque ela ainda não aconteceu. Na real, “onde está a liberdade, onde está que ninguém viu?

Como disseram os mais velhos “estamos livres dos açoites da senzala, contudo, presos na miséria das favelas”, objetivados como não-humanos, não-racionais, não portadores de qualquer valor em si, vivendo numa sociedade racista de um racismo tão naturalizado que não acham que são racista.


Olùkọ́ Bàbá Ọ̀nà

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo